Diretrizes da Educação Inclusiva são discutidas com técnicos do Conselho Estadual de Educação

Curso de Braille no CEE (20)

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, nesta sexta-feira (18), uma formação sobre temáticas da Educação Inclusiva com os técnicos do Conselho Estadual de Educação (CEE), realizada dentro do projeto “Diálogos Inclusivos”. A primeira aula de uma série, que deverá ser realizada a cada 15 dias, foi ministrada pela coordenadora da Educação Inclusiva da Secretaria da Educação do Estado, Patrícia Braille, e tratou, especialmente sobre as Diretrizes da Educação Inclusiva na Bahia. Este documento consolida a política da Educação Inclusiva na Bahia e orienta as práticas pedagógicas dos professores e a organização das estruturas escolares.

“Este projeto faz parte das estratégias de implementação das Diretrizes da Educação Inclusiva dentro dos órgãos públicos. Estamos dialogando com o pessoal do CEE sobre temas sistemáticos, como deficiência visual, deficiência intelectual, superdotação, enfim todas as áreas relativas à Educação inclusiva. Fizemos uma dinâmica do aprendizado do Braille, mostrando para os técnicos do CEE que é possível aprender o sistema de escrita dos deficientes visuais”, destacou.

Durante a sua intervenção, a gestora destacou, também, os projetos da Secretaria e as estruturas de atendimento para pessoas com deficiência, a exemplo dos Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual (CAP). A rede estadual conta com Atendimento Educacional Especializado (AEE), que está disponível, atualmente, para mais de oito mil estudantes com necessidades educacionais especiais. São 65 Salas de Recursos Multifuncionais (SEM), 12 Centros de Atendimento Educacional Especializado e seis instituições conveniadas. Os alunos também são atendidos nas escolas da rede e nos Centros de Educação Especial, dentro de suas especificidades, para que possam participar ativamente do ensino regular. No ato da matrícula, a família pode escolher a escola da sua conveniência e a Secretaria providencia os meios para que o estudante acesse e permaneça na referida unidade escolar

O diretor assistente do CEE, Remi Bonfim, ressaltou a importância de os funcionários do Conselho se inteirarem da pauta da Educação Inclusiva. “Este é o nosso primeiro momento interno de formação. Esta pauta entra como parte dos regimentos que aprovamos aqui. Deste modo, Patrícias Braille está trazendo a questão do avanço da legislação e nos atualizando. Também faremos formação voltada à Educação no Campo, Educação Indígena, entre outras”.

 

Curso de Braille no CEE (3)

Fotos: Claudionor Junior

Secretaria da Educação do Estado lança concurso de vídeos sobre Educação para a Saúde

Colegio Tereza Mata Pires - Campanha da Dengue (2)

A Secretaria da Educação do Estado lançou, nesta sexta-feira (18), por meio de publicação no Diário Oficial do Estado (DO), o concurso público de vídeos educativos direcionado a estudantes regularmente matriculados na rede estadual de ensino, com o tema central ‘Educação para a Saúde’. O concurso será realizado de 18 de maio a 9 de novembro de 2018, e envolverá as etapas escolares, territorial e a seleção por uma comissão julgadora da Secretaria da Educação do Estado. O resultado final deverá ser divulgado no dia 20 de novembro de 2018 e a premiação está programada para o dia 14 de dezembro. Os estudantes vencedores serão premiados com máquinas fotográficas.

“Esta é mais uma iniciativa que estamos adotando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas e promover o protagonismo estudantil, uma vez que a atividade leva a uma reflexão sobre a temática e fortalece as práticas educativas voltadas à Saúde. Portanto, com o concurso, estamos estimulando ações de prevenção e promoção à saúde na escola, na perspectiva do desenvolvimento integral dos estudantes e com o engajamento dos nossos professores”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

De acordo com o edital, os vídeos de curta metragem devem ter até cinco minutos, com caráter educativo/propositivo. As filmagens podem ser feitas com aparelhos celulares, tablets, máquinas fotográficas digitais ou filmadoras e deverão ser gravadas em CD ou DVD. Embora o concurso tenha o tema central, também poderão ser abordados os seguintes subtemas: Prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST); Controle do Aedes aegypti e Prevenção às Arboviroses (Dengue, Chikungunya, Zika, entre outros); Prevenção ao uso de Álcool, Tabaco e outras Drogas; Promoção à  Alimentação Saudável; Promoção da Saúde Ambiental e Sustentabilidade Socioambiental; Promoção a Cultura de Paz e Respeito à vida.

Das inscrições – As unidades escolares devem divulgar e promover a realização de atividades que contribuam para a elaboração de um roteiro que servirá como referência na produção dos vídeos protagonizados pelos estudantes, sob a orientação de um professor, no período de 18 de maio a 06 de setembro. Após esta etapa, a unidade escolar deverá enviar os vídeos selecionados, um de cada subtema, para representá-la na etapa territorial, acompanhados dos formulários constantes nos anexos do edital (ficha de inscrição, termo de responsabilidade, termo de cessão de direitos autorais e ficha de acompanhamento unidade escolar/NTE), devidamente preenchidos, até 24 de setembro, para os Núcleos Territoriais de Educação (NTE). Cada NTE selecionará até 07 (sete) vídeos, sendo, obrigatoriamente, um de cada subtema, que irá representar o mesmo na etapa estadual.

Acesse o edital e saiba mais: www.educacao.ba.gov.br

 

Foto: Ilustração/ Divulgação

Estão abertas as inscrições para 14 mil vagas no curso pré-vestibular Universidade para Todos

DSC_0407

Começam, nesta quarta-feira (16), as inscrições para o processo seletivo dos estudantes interessados em participar do curso pré-vestibular do Programa Universidade para Todos (UPT), promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Estão sendo destinadas 14 mil vagas. A inscrição, que segue até o dia 23, é gratuita e está disponível no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). As aulas serão realizadas de 5 de junho a 14 de dezembro.

Serão ofertadas as disciplinas Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia. “Este programa tem um caráter de inclusão muito importante, porque é oferecido para aqueles jovens que mais precisam e envolve as nossas quatro universidades estaduais, por meio de um projeto pedagógico que prepara os estudantes para o ingresso no Ensino Superior”, destacou o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro.

O UPT é destinado a estudantes da rede pública matriculados, em 2018, no 3º ano do Ensino Médio regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes; que tenha cursado em escola pública municipal e/ou estadual no Estado da Bahia, o Ensino Fundamental II – 5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes; e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular ou modalidades correspondentes.

No ato da inscrição o candidato deverá fazer opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. A relação oficial dos candidatos selecionados será disponibilizada no dia 30 de maio, no endereço www.educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos, nos sites das universidades estaduais e afixada nos locais em que funcionarão as turmas do curso.

Matrícula – Após a publicação dos resultados, os selecionados serão convocados para a realização da matricula, que acontecerá de 5 a 8 de junho, no local e turno que optaram para cursar. A matrícula somente poderá ser realizada pelo próprio candidato, assistido ou representado pelo pai, mãe ou responsável, se menor de 18 anos, ou por representante munido de procuração com firma reconhecida em cartório.

No ato da matrícula, o candidato deverá apresentar cópia, acompanhada de original, dos seguintes documentos: carteira de identidade e CPF, comprovante de residência; e histórico escolar do Ensino Fundamental II – 5ª à 8ª séries, atual 6º ao 9º ano ou modalidades correspondentes, além de documentos específicos referentes à sua situação atual conforme edital.

Foto: Ilustração/ Geraldo Carvalho

UNESCO participará do Virtual Educa Bahia 2018 e apresentará tecnologias aplicadas na gestão da Educação

Adauto Cândido Soares - UNESCO

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) já confirmou presença no XIX Encontro Internacional Virtual Educa (Virtual Educa Bahia 2018) – um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que será realizado entre os dias 4 e 8 de junho, no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado (no antigo ICEIA), em Salvador. A UNESCO apresentará experiência desenvolvidas no uso de tecnologias digitais aplicadas na gestão das secretarias estaduais de Educação do Brasil.

O coordenador do setor de Comunicação e Informação da UNESCO no Brasil, Adauto Cândido Soares, disse que serão apresentados resultados de uma pesquisa desenvolvida pela UNESCO, no segundo semestre de 2017, sobre a gestão das redes estaduais de Educação de todo o país com o uso de tecnologia digital. A pesquisa foi desenvolvida em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) que será representada no Virtual Educa pela pesquisadora Leila Rentroia Iannone.

“O objetivo dessa pesquisa é identificar o nível de atualização tecnológica em termos de uso das novas tecnologias para a gestão das redes. Com os primeiros resultados da pesquisa, nós vamos poder abordar e discutir essa temática com o público do Virtual Educa, pois o tema central é a melhor utilização dos recursos por meio de tecnologia pelas secretarias de Educação”, informa Adauto Cândido.

Segundo Adauto Cândido, o uso das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes é muito importante, mas existem outros campos no setor da educação pública brasileira que precisam acompanhar as evoluções tecnológicas. “Um deles é a questão da administração do setor da educação e a responsabilidade por esta ação está nas secretarias, nas grandes redes de educação estadual e nas próprias escolas. Então, a gente quer discutir a utilização das tecnologias para dar suporte aos gestores, secretários que estão com esta grande responsabilidade de fazer acontecer a Educação nos Estados”, destaca o palestrante.

Ele também esclarece que a pesquisa busca a qualidade da educação de maneira geral, mas, sobre a ótica da gestão da Educação. “Queremos saber até que ponto os profissionais e servidores da Educação estão inseridos digitalmente no processo de execução das atividades, do relacionamento com a comunidade, com o mercado fornecedor de insumos para a Educação. Fizemos uma amostra que pudesse representar cada região brasileira, nas 27 unidades de federação. Na região Nordeste, por exemplo, a nossa pesquisa está focada no Estado da Bahia”, acrescenta.

Sobre a expectativa de participar do Virtual Educa, ele afirma que é muito grande. “Estou muito feliz em poder discutir um tema como este que é muito importante para o futuro da qualidade da Educação no Brasil e de como podemos avançar na modernização da gestão dos recursos da Educação, no sentido de fornecer para a escola todos os insumos básicos para que ela possa funcionar, mas, tudo isso, através de tecnologia. Para isso, pesquisamos desde os sites das secretarias, até os sistemas que estão implantados, as capacitações que são feitas, um olhar bem amplo com relação ao uso das tecnologias para facilitar a gestão da Educação nos Estados”, destaca.

Fotos:

1 – Adauto Cândido – Divulgação/UNESCO

Governo autoriza promoção para educadores aprovados na 1ª etapa do curso de formação online

chromebooks-e-nova12
Os professores e coordenadores pedagógicos aprovados no Módulo I do curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, que está sendo promovido pela Secretaria da Educação, terão uma promoção no grau da carreira do magistério, com um total de 7% acrescido no rendimento salarial. A iniciativa faz parte das ações de valorização da carreira do magistério que estão sendo adotadas pelo Governo do Estado e representará, para os concluintes, um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019. Nesta primeira fase da formação, os inscritos já haviam recebido 6% antecipados desde o último mês de dezembro. O investimento total do Estado será em torno de R$ 348 milhões.
Para o secretário da Educação, Walter Pinheiro, essa ação está entre as medidas do Governo Estadual para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. “A valorização da carreira do magistério está entre as iniciativas que estamos realizando na Educação, tanto no aspecto de formação continuada, quanto no ganho salarial. Com o curso, conseguimos aperfeiçoar o conhecimento dos educadores, preparando-os para os novos aspectos de ensino e aprendizagem conectados com a educação no século XXI. Paralelamente, a melhoria nos seus rendimentos é uma forma de reconhecer o trabalho”, disse.
Também conhecido por CATE 3, o curso on-line “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais” está sendo promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com UFBA. As aulas são re­a­li­zadas fa­zendo uso de uma es­tru­tura tec­no­ló­gica e me­to­do­ló­gica que pos­si­bi­li­ta aos pro­fes­sores e co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos acessá-lo por meio de am­bi­ente vir­tual de apren­di­zagem, através do site www.sec.ufba.br.
O curso é dividido em dois mó­dulos de 60 horas cada. O pri­meiro teve três etapas: Tec­no­lo­gias Di­gi­tais da In­for­mação e Co­mu­ni­cação (TDIC) para a co­mu­ni­cação e co­leta de dados (25 h); TDIC para Co­mu­ni­cação, Pro­dução e Co­la­bo­ração (25 h); e Ava­li­ação do Mó­dulo (10 h). O se­gundo mó­dulo também terá três etapas: TDIC para Or­ga­ni­zação e Cri­ação (25 h); Am­bi­entes Vir­tuais de Apren­di­zagem (25 h); e Ava­li­ação do Mó­dulo (10 h). Para a con­clusão de cada módulo do curso serão exi­gidos o apro­vei­ta­mento com média 6,0 e a frequência mí­nima de 75% da carga ho­rária correspondente a cada módulo.

Governo divulga resultado de prova discursiva do concurso da Educação

concurso-provas-vestibular2

O Governo da Bahia publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) do último sábado (12) o resultado final da segunda etapa do certame, composta pela prova discursiva. O concurso público ofertou 3.760 vagas para os cargos de professor e coordenador pedagógico para a educação básica na Bahia. A publicação, veiculada em caderno especial, traz ainda a segunda convocatória para a apresentação de títulos, terceira fase do concurso.

As publicações também estão disponíveis no Portal do Servidor e no site da Fundação Carlos Chagas – FCC, organizadora do certame. Realizado conjuntamente pela Secretaria da Administração (Saeb) e Secretaria da Educação (SEC), o certame ocorreu no dia 25 de fevereiro, em todo o estado.
“A decisão do governador Rui Costa em fazer o concurso público em meio a um cenário economicamente adverso no país mostra o compromisso do Governo da Bahia em melhorar a Educação, compreendendo o papel destes profissionais para o fortalecimento do eixo pedagógico das escolas”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.
Dos 103.592 inscritos, 41.404 foram habilitados – sendo 195 candidatos com deficiência e 11.977 declarados negros. Os habilitados concorrerão entre si, nas etapas subsequentes, para ingresso em uma das 3.096 vagas de professor e 664 de coordenador pedagógico. O certame tem validade de um ano, prorrogável por igual período, e irá abranger 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTEs).

Secretaria da Educação do Estado consulta comunidade escolar para a construção do Currículo Bahia

1.

Estudantes, professores, gestores, funcionários e comunidade das unidades escolares das redes de ensino estadual, municipal e privada podem contribuir na construção coletiva do Currículo Bahia, que visa contemplar as necessidades educacionais dos baianos na contemporaneidade. Para isso, está promovendo a “Escuta Inspiracional”, para ouvir a comunidade escolar sobre aspectos qualitativos e quantitativos  das unidades escolares, por meio de um formulário Google disponível no link: http://municipios.educacao.ba.gov.br/escuta-inspiracional-2%C2%AA-fase.

Esta já é a segunda parte de execução do projeto “Faz Sentido”, que está sendo desenvolvido em parceria com os Institutos Inspirare, Telus e Unibanco. A primeira fase da “Escuta Inspiracional” foi realizada no mês de março, por meio de 80 rodas de conversas realizadas em dez Territórios de Identidade da Bahia. A partir da escuta, foi possível elaborar os questionários para esta segunda etapa, cujos questionários ficarão disponíveis para preenchimento na plataforma digital, até o dia 30 de abril.

Segundo a coordenadora de Currículo e Desenvolvimento Humano da Secretaria da Educação do Estado, Jurema Brito, as informações evidenciadas a partir dos formulários da segunda fase, servirão como uma das referências para a escrita do Currículo Bahia, que será elaborado por uma equipe de currículo, formada por professores representantes das redes estadual, municipal e privada do Estado da Bahia, conforme orientações do Ministério da Educação (MEC).

Jurema Brito fala sobre a necessidade do envolvimento da comunidade escolar neste processo. “É importante que todos os atores e atrizes educacionais das comunidades escolares baianas possam opinar sobre o que está funcionando e o que não está funcionando nas unidades escolares, públicas e privadas do Estado. A partir desse diagnóstico, buscaremos elaborar o Currículo Bahia, um documento a servir de referência para a elaboração dos currículos das unidades escolares e que, de fato, auxilie nas práticas pedagógicas dos educadores baianos. É importante citar que esse documento passará por duas versões e a primeira está prevista para ser apresentada à comunidade baiana, no mês de julho”, destacou a coordenadora.

 

Prorrogadas as inscrições para o ‘Prêmio IAT de Redação’

redacao-para-o-enem-2017-felipe-argolo-1

O Instituto Anísio Teixeira – IAT, órgão vinculado à Secretaria de Educação do Estado da Bahia, prorrogou nesta quarta-feira, dia 02 de maio, as inscrições para o PRÊMIO IAT DE REDAÇÃO. O prêmio visa a seleção e premiação das melhores produções textuais inéditas de redação entre professores, coordenadores pedagógicos (efetivos e REDA) e estudantes do Ensino Médio da Rede Pública Estadual de Ensino.

O concurso será realizado em duas categorias: Categoria 01 – Professor e coordenador pedagógico (incluindo gestores escolares) e Categoria 02 – Estudantes do Ensino Médio.

As inscrições e envio das redações deverão ser realizados até o dia 21 de maio de 2018.

Os cinco melhores colocados de cada categoria terão os seus trabalhos publicados numa revista (versão digital) a ser lançada em evento comemorativo pelos 35 anos do IAT. Os três melhores colocados de cada categoria receberão como prêmios: 1º lugar um Notebook, 2º lugar um SmartTV e 3º lugar um Home Theater.

As inscrições deverão ser realizadas por meio do link: http://colaborativus.pat.educacao.ba.gov.br/premioiatderedacao/

Todo o processo de envio e correção das redações será realizado no ambiente Colaborativus, da Plataforma Anísio Teixeira.

Dúvidas podem ser solucionadas através do endereço niava.iat@educacao.ba.gov.br;

 

Virtual Educa Bahia 2018 prorroga prazo para a submissão de trabalhos científicos

WhatsApp Image 2018-04-26 at 16.49.01

A coordenação do XIX Encontro Internacional Virtual Educa prorrogou, até sexta-feira (4), o prazo para que educadores, estudantes e pesquisadores de todo o Brasil submetam os trabalhos científicos para apresentação no encontro, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que será realizado de 4 a 8 de junho, pela primeira vez na Bahia. A seleção dos trabalhos será feita por uma comissão científica internacional e divulgada no dia 25 de maio. A inscrição é gratuita e deve ser realizada on-line, no endereço: virtualeduca.org/encuentros/bahia2018/PT/ponencias

Outra inscrição – Também estão abertas, até 20 de maio, no link virtualeduca.org/bahia2018/inscripcion/, as inscrições para os interessados em participar do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, que será realizado no Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (antigo ICEIA), no bairro do Barbalho, em Salvador. Para professores e profissionais de Educação das redes municipal, estadual e federal do Estado da Bahia as inscrições são gratuitas.

O Virtual Educa reunirá grandes personalidades da área de Educação do Brasil, da América Latina, Caribe e da África e terá como tema “Educação para transformar a sociedade em um espaço multicultural único”. As atividades acontecerão no novo Centro de Formação e Eventos da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, a ser inaugurado no antigo ICEIA, no bairro do Barbalho, em Salvador. Paralelamente, o Virtual Educa envolverá o Fórum Global de Educação e Inovação “Cooperação Sul-Sul” voltado para representantes governamentais e de instituições internacionais, a ser realizado no Porto de Salvador.

O Virtual Educa foi criado em 2001, com o objetivo de fomentar a inovação na Educação para promover a transformação social e o desenvolvimento sustentável, especialmente na América Latina e no Caribe. O Virtual Educa opera por meio de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, que reúne os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil. Nesta edição do encontro, será lançado o programa Think Blue, do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade.

Saiba mais: www.educacao.ba.gov.br

Secretaria da Educação do Estado divulga projetos selecionados para a 7ª FECIBA

Ciência na Escola 5 Anos 004

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulgou, nesta sexta-feira (27), o resultado dos projetos de iniciação científica selecionados para a 7ª edição da Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Este ano, a feira acontecerá durante o XIX Encontro Internacional Virtual Educa, um dos maiores eventos mundiais sobre inovação e tecnologia aplicadas à Educação, que será realizado de 4 a 8 de junho, pela primeira vez na Bahia.

“A FECIBA é uma das iniciativas por meio da qual estamos estimulando os nossos estudantes no estudo das Ciências e no interesse pela pesquisa científica, fazendo com que despertem para suas vocações e revelem suas capacidades criativas. É, sobretudo, um momento em que os alunos apresentam o resultado dos projetos desenvolvidos em sala de aula, orientados pelos professores, que têm relação com os lugares onde eles vivem e que, geralmente, apresentam soluções para problemas vivenciados pelas suas comunidades”, afirmou o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, ao destacar o significado da realização da FECIBA no Virtual Educa. “Incluímos a realização da FECIBA na programação do Virtual Educa para que estas experiências estudantis possam ser acessadas pelos participantes, motivando, ainda mais, os nossos estudantes para o mundo da pesquisa”, acrescentou.

Nesta edição da FECIBA foram submetidos 404 projetos de iniciação científica, dos quais foram selecionados 240 para apresentação. A ação envolverá a participação direta de 480 estudantes e de 240 professores orientadores dos projetos selecionados. São projetos desenvolvidos por estudantes e professores orientadores do Ensino Fundamental II, do Ensino Médio e da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual de ensino.  Dentre os principais temas abordados, destacam-se meio ambiente, sustentabilidade e empreendedorismo social.

A coordenadora do Programa Ciência na Escola, Shirley Costa, fala sobre a importância da FECIBA para o fazer ciência em sala de aula. “Temos observado que estes projetos têm amadurecido bastante ao longo dos anos, pois os estudantes estão com um olhar mais crítico, observando melhor o entorno de suas comunidades para buscar problemas locais para pesquisar e, isso, é bastante produtivo, porque podemos perceber que eles estão preocupados com uma convivência melhor em sociedade à medida em que buscam soluções que emergem desse convívio”, destacou.

Acesse a lista dos projetos selecionados no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br