Bahia é apresentada como sede do XIX Virtual Educa em Washington

VEduca_WDC_12_12

O Estado da Bahia foi apresentado, nesta terça-feira (12), como a sede do XIX Encontro Internacional Virtual Educa, em Washington (EUA), pelo secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. O encontro vai ocorrer entre os dias 4 e 8 de junho de 2018, em Salvador, com o tema ‘Educação para transformar a sociedade em um espaço único multicultural’.

Durante a apresentação, o secretário falou sobre diversas ações que estão sendo implementadas pelo Governo da Bahia na Educação e destacou a importância do encontro. “Este é um dos maiores programas mundiais de estímulo às inovações e ao uso das tecnologias como instrumento pedagógico e de gestão escolar, envolvendo governos, empresas e a sociedade organizada. Será uma oportunidade para que os profissionais da educação tenham experiências inovadoras para melhorar a aprendizagem dos estudantes”, destacou.

Pinheiro mostrou como a tecnologia tem contribuído como ferramenta para o eixo pedagógico da rede estadual de ensino, a exemplo do programa de Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (Emitec). O programa atende a mais de 21 mil estudantes e faz uso de uma rede de serviços de comunicação multimídia que integra dados, voz e imagem, se constituindo em uma alternativa pedagógica para atender a jovens e adultos dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) que, prioritariamente, moram em localidades distantes (ou de difícil acesso) em relação a centros de ensino e aprendizagem onde não há oferta do Ensino Médio.

Pinheiro também citou a parceria com o Google que está em curso com mais de mil professores da rede estadual participando da formação com foco no uso de aplicativos educacionais em sala de aula, a partir do uso de Chromebooks. “O foco do trabalho que estamos desenvolvendo é no eixo pedagógico das escolas, porém com o uso da tecnologia como ferramenta, para tornar mais atrativo e dinâmico o ensino e a aprendizagem”, destacou, ao completar que este projeto deve envolver mais de 28 mil educadores e 572 escolas.

Para a próxima edição do encontro, já está agendada a entrada da Baía de Todos-os-Santos no programa Economia Azul (Blue Economy), do Banco Mundial, que visa estabelecer um marco mundial sobre a economia do mar, com foco na sustentabilidade e na economia sustentável. “Além deste, estamos articulando junto ao Banco Mundial e ao Virtual Educa outras possibilidades de acordos”, enfatizou Pinheiro, ao destacar que os debates ocorridos em Washington envolveram, ainda, a necessidade de melhoria no aprendizado com foco nas escolas e, também, nos sistemas educacionais.

A mais recente edição do encontro internacional reuniu mais de 29 mil pessoas em Bogotá, na Colômbia, em junho deste ano. De acordo com o secretário geral do Virtual Educa, José María Antón, a Bahia foi escolhida para sediar a próxima edição por diversos fatores preponderantes, a exemplo da diversidade cultural, localização, destaque em projetos educacionais e a vinculação com a África, continente que pela primeira vez participará do programa.

O Virtual Educa é uma iniciativa criada em 2001 com a Organização dos Estados Americanos (OEA), cujo objetivo é promover a inovação na educação para promover a transformação social e o desenvolvimento sustentável, especialmente na América Latina e no Caribe. O Virtual Educa opera através de uma aliança de organizações internacionais, agências multilaterais e instituições públicas e privadas, que reúne os setores público, empresarial, acadêmico e da sociedade civil.

virtual_educa_WDC

NTE do Sertão Produtivo promoveu o Seminário Territorial Ensino Médio em Debate

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O NTE do Sertão Produtivo promoveu no último dia 07, o Seminário Territorial Ensino Médio em Debate, com a participação do Superintendente da SUPED, Professor Ney Campello e da Diretora de Ensino Médio, Professora Tereza Farias, com o intuito de buscar elementos constitutivos para a elaboração das novas arquiteturas curriculares para o Ensino Médio.

Durante o evento houve a apresentação de uma Mesa-redonda mediada pela Prof.ª Tereza, composta pela Coordenadora Regional de Educação, Prof.ª Anaíde Fernandes, pelo Diretor do Colégio Estadual de Tanque Novo, Prof. Sebastião Costa e pela Diretora do Centro Estadual de Educação Especial de Caetité – CEEEC e então Representante do Conselho Municipal de Educação, Prof.ª Telma Jaíne Cardoso, onde foi discutido sobre o tema “Qual o Ensino Médio que temos? ”.

Em seguida, houve um debate com a Mesa-redonda “Qual o Ensino Médio que queremos? ” mediada pelo Diretor do NTE, Prof. André Brandão, formada pelo Líder de Classe do Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira, Pablo Henrique Rodrigues, pela estudante de Direito Renata Junqueira, egressa do referido Colégio e pelo Presidente do Grêmio Estudantil do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, Mateus Muniz.

Para a Coordenadora Regional de Educação, Prof.ª Anaíde Fernandes, “o Seminário Territorial Ensino Médio em Debate foi muito significativo para o NTE 13, tendo em vista a oportunidade proporcionada a todos os presentes de poder participar da discussão e compreensão da Lei 13.415/2017 que propõe mudanças para o Ensino Médio no Brasil. ”

Dessa forma, o debate foi norteado objetivando assegurar o respeito às especificidades e singularidades do Território do Sertão Produtivo, bem como dar continuidade às discussões sobre o panorama da política educacional do ensino médio de modo territorializado e para tanto contou com a participação do Prof. Ronaldo Soares, do Colégio Estadual Idalice Nunes.

O Diretor do NTE, Prof. André Brandão afirmou que “através de eventos como este, a Secretaria da Educação do Estado busca ouvir, de forma mais aprofundada, todos os agentes envolvidos com a educação, pública e privada, na certeza de que as contribuições encaminhadas serão determinantes para se ter uma visão mais ampla sobre o Ensino Médio que queremos”.

Ao final todos apreciaram a voz suave e encantadora da aluna do Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira, Francielly Fernandes, finalista do FACE Territorial do ano de 2016, e logo depois, a Diretora do Ensino Médio, Professora Tereza Farias abordou sobre a importância do Seminário “para ampliar o diálogo e a escuta de todos os atores que fazem de fato a política educacional acontecer no território e de que modo o Território se posiciona e observa as oportunidades de construir um novo modelo do Ensino Médio”.

A Diretora acrescentou ainda, que tudo se concretiza “a partir das singularidades, das especificidades do próprio Território, levando em consideração que tem autonomia para realizar suas próprias arquiteturas curriculares que foi concedida desde a LDB, e, no entanto, a sanção da Lei 13.415 acaba trazendo de volta à tona esse diálogo sobre novas possibilidades para o Ensino Médio, para que possamos caminhar cada vez mais na direção da efetivação de aprender dos estudantes do Ensino Médio”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA                                                                             OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Rui investe em transparência e Ouvidoria recebe ISO 9001

1

Em reconhecimento ao trabalho desenvolvido para estreitar o diálogo entre o Governo da Bahia e a população, a Ouvidoria Geral do Estado (OGE) recebeu a certificação NBR ISO 9001 na quarta-feira (6), em evento no auditório da Secretaria da Educação, no Centro Administrativo (CAB), em Salvador. A cerimônia também marcou os 15 anos de atuação do órgão.

Vinculada à Secretaria de Comunicação Social (Secom), a OGE registrou, no último ano, um aumento de 222% no número de manifestações registradas. De janeiro a novembro de 2017, o órgão recebeu 350.250 mil comunicações sobre os serviços públicos oferecidos e a atuação do Estado. Em 2016, cerca de 107 mil manifestações foram contabilizadas.

Na ocasião, o secretário de Comunicação Social, André Curvello, destacou que a certificação “é o resultado da filosofia implantada pelo governador Rui Costa com o objetivo de valorizar os anseios e expectativas dos cidadãos. É preciso, cada vez mais, aprender com as pessoas e as necessidades e serviços que a sociedade demanda. A Ouvidoria é uma fonte de aprendizado constante e vamos continuar evoluindo”.

Já o ouvidor-geral do Estado, José Maria Dutra, afirmou que “a OGE recebe esse reconhecimento pelo trabalho que vem sendo realizado. Utilizamos a Ouvidoria Ativa para explicar à população o nosso papel. Fomos aos bairros da capital e sensibilizamos a população para a importância desse diálogo com a Ouvidoria”. 

Certificação

A ISO 9001 indica que a organização tem se empenhado para a melhora contínua dos seus processos. A certificação foi promovida pelo Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), em parceria com a Diretoria da Gestão de Qualidade da Secretaria de Administração do Estado (Saeb). “A Ouvidoria tem prestado um serviço de excelência à população e ao servidor público do Estado. Este reconhecimento valoriza justamente o bom atendimento, a rapidez no retorno das demandas, entre outros aspectos”, explicou o diretor-geral do Ibametro, Randerson Leal.

á o secretário estadual da Administração, Edelvino Góes, ressaltou o papel estratégico da Ouvidoria Geral. “Ela é um indutora de modernização na medida em que tem o registro do cidadão sobre a sua opinião. A partir daí, o Estado pode elaborar planos de ação para a melhoria do serviço”. 

A cerimônia incluiu apresentação do Coral Comunicanto, da Secom, e reuniu representantes da Rede de Ouvidorias Especializadas da Bahia, composta por 288 ouvidores, representantes da Lei de Acesso à Informação. Entre eles, o ouvidor da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Edmundo Assemany, disse que o atendimento à população é uma preocupação do órgão. “A OGE é um instrumento fundamental para que o cidadão possa denunciar, reclamar ou elogiar aquilo que lhe incomoda ou agrada na gestão pública. A Ouvidoria é o principal meio para que esta comunicação possa ocorrer”. 

Curvelo15anos2

 

Inscrições para o concurso na Educação seguem até terça-feira

Volta as Aulas 2015 - Col. Mestre Paulo dos Anjos (39)

As inscrições do concurso público para professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino seguem até a próxima terça-feira (12). Estão sendo ofertadas 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. As inscrições, no valor de R$ 100 para ambos os cargos, estão sendo feitas exclusivamente, via internet, pelo site da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela aplicação das provas (www.concursosfcc.com.br).

O secretário Walter Pinheiro disse que o concurso será para 40 horas semanais e representa uma das ações estratégias que vêm sendo adotadas pelo Estado para fortalecer o eixo pedagógico nas escolas estaduais. “Este concurso vem sendo esperado há muito tempo pelos educadores e o governador Rui Costa, mesmo diante da situação econômica do país, tomou esta decisão que fortalece o eixo pedagógico das escolas e, consequentemente, a nossa qualidade do ensino”, afirmou Pinheiro.

Oferta – Uma das novidades deste concurso são as vagas para professores com licenciaturas interdisciplinares em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias, Matemática ou licenciatura interdisciplinar em Matemática e Computação e suas Tecnologias. As vagas para professores também contemplam diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, os com licenciaturas em Ciência Biológicas, Ciências Naturais, Ciências Humanas, Ciências da Sociedade, Filosofia, Artes, Educação Física, História, Artes e habilitação em Química oriundo de curso superior.

Para coordenador pedagógico, é preciso ter curso de Pedagogia. Tanto para professor quanto para coordenador pedagógico é exigido diploma registrado de conclusão de curso superior de graduação, conforme estabelecido no edital, devidamente registrado, fornecido por Instituição de Ensino Superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Remuneração – Para o cargo de professor padrão P, grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 2.145,36, acrescido de Gratificação de Estímulo às Atividades de Classe, no percentual de 31,18% incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 668,92, perfazendo um total de  2.814,28. Para o cargo de Coordenador Pedagógico, Padrão P,  grau IA, a remuneração inicial é constituída pelo vencimento básico no valor de R$

2.145,36, acrescido de Gratificação por Condições Especiais de Trabalho, no percentual de 34,75%, incidente sobre o vencimento básico, no valor de R$ 745,51, totalizando R$ 2.890,87.

Aplicação das Provas – O concurso terá três etapas. As provas objetivas (1ª etapa) e discursivas (2º etapa) serão aplicadas no dia 25/02/2018, para todos os cargos, no período da manhã, nas cidades de Alagoinhas, Amargosa, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Caetité, Eunápolis, Feira de Santana, Ipirá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Itapetinga, Jacobina, Juazeiro, Jequié, Macaúbas, Paulo Afonso, Ribeira do Pombal, Salvador, Santa Maria da Vitória, Seabra, Serrinha, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Teixeira de Freitas, Valença e Vitória da Conquista. Somente será corrigida a prova discursiva dos candidatos habilitados e melhores classificados nas provas objetivas. A terceira etapa é a prova de títulos, para fins de pontuação dos candidatos habilitados na prova discursiva.

Acesse o edital completo no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

 Foto: Ilustração/Claudionor Jr

Secretaria da Educação consulta comunidade escolar para o planejamento pedagógico 2018

planejamento

Com o objetivo de realizar uma escuta à comunidade escolar sobre o planejamento pedagógico do ano letivo de 2018, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia, através da Superintendência de Políticas para a Educação Básica, lançou uma consulta, por meio de um questionário on-line, que deve ser respondido até esta sexta-feira (8), no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). Podem participar da consulta professores, estudantes, gestores escolares, coordenadores pedagógicos, funcionários e membros do Colegiado Escolar, além de pais, mães ou responsáveis dos alunos.

A diretora de Educação Básica, Edileuza Neris, explica que, anualmente, a Secretaria da Educação realiza momentos para a avaliação do ano anterior e o planejamento pedagógico do ano seguinte, envolvendo a reflexão sobre indicadores educacionais, a organização da prática pedagógica, o estudo e a socialização de experiências. “O planejamento pedagógico é uma ação muito importante, que deve envolver toda a comunidade educacional. Este ano, pela primeira vez, estamos fazendo uma consulta via internet para que a comunidade se posicione. Temos uma expectativa grande com esta escuta para que o planejamento 2018 seja estruturado de forma que atenda às necessidades das pessoas envolvidas, a partir do que ela identifique como necessário para o processo de ensino e aprendizagem”, ressalta a gestora.

O questionário disponível no Portal é simples, com apenas duas perguntas, e pode ser respondido em um curto espaço de tempo. Em uma das questões, o respondente escolhe a denominação que retrate o momento da avaliação e do planejamento pedagógico do ano letivo. Ele deverá marcar uma única opção de resposta, que vem, entre parêntese, a explicação referente a cada item: 1º Simpósio de Líderes Educacionais; Seminário de Educação; Jornada Pedagógica; e Congresso Educacional. No segundo momento do questionário, o respondente escolhe até quatro opções entre as atividades que ele considera que deverão fazer parte da programação da avaliação e do planejamento pedagógico do ano letivo de 2018, entre as quais palestra; apresentação de experiências; elaboração de projetos interdisciplinares; apresentação cultural e rodas de conversas com a participação dos líderes de classe.

 

Foto: Ilustração/Claudionor Junior

Secretaria da Educação abre inscrições para curso de aperfeiçoamento para professores e coordenadores pedagógicos

Volta as Aulas 2015 - Col. Mestre Paulo dos Anjos (42)

 

A Secretaria da Educação do Estado abriu, nesta quarta-feira (6), as inscrições para o curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais”, destinado a professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino. As inscrições são feitas, exclusivamente, via internet, pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) e seguem até às 23h59, do dia 12/12. Na modalidade de Educação à Distância (EAD), o curso será iniciado no dia 1° de fevereiro de 2018.

O curso faz parte das ações do Governo do Estado para a promoção dos educadores dos Ensinos Fundamental e Médio do magistério público estadual. Os participantes concluintes do curso terão um ganho médio de 14% em seus vencimentos até maio de 2019. O pagamento de 6% sobre o vencimento básico dos educadores, referente à primeira promoção, será feito ainda este ano. O valor da segunda promoção será antecipado em setembro de 2018. As promoções estão condicionadas à inscrição e à frequência dos professores e coordenadores na capacitação, dividido em dois módulos.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, falou sobre a iniciativa. “Esta é mais uma das ações que estamos implementando para fortalecer o eixo pedagógico das escolas. Mesmo em uma conjuntura econômica nacional adversa e enfraquecida, o governador Rui Costa toma esta atitude, que valoriza a carreira do magistério por meio da promoção dos professores e coordenadores. Portanto, este curso irá trazer também um grande benefício para a rede, fortalecendo a pedagogia da escola e o processo de ensino e aprendizagem com o uso das novas tecnologias”, afirmou.

Sobre o curso – O curso tem como objetivo tornar evidente na prática pedagógica da rede pública estadual de ensino a natureza transformadora das tecnologias educacionais, seja na vertente operacional ou na humanizadora, no processo de ensino-aprendizagem nas diversas áreas do conhecimento. As aulas serão realizadas fazendo uso de uma estrutura tecnológica e metodológica que possibilitará aos professores e coordenadores pedagógicos acessá-lo, por meio de ambiente virtual de aprendizagem através do site www.sec.ufba.br. Para o acesso, o educador deverá fazer uso do nome de usuário e senha, fornecidos através do e-mail informado no ato da inscrição.

O curso terá a carga horária integral de 120 h, e será constituído de dois módulos de 60h cada. O primeiro terá três etapas divididas em: Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC) para a comunicação e coleta de dados (25 h); TDIC para Comunicação, Produção e Colaboração (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). O segundo módulo também terá três etapas divididos em: TDIC para Organização e Criação (25 h); Ambientes Virtuais de Aprendizagem (25 h); e Avaliação do Módulo (10 h). Para a conclusão do curso “Uso Pedagógico de Tecnologias Educacionais” serão exigidos o aproveitamento com média 6,0 e a frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.

Foto: Ilustração/ Claudionor Junior

Renovação de matrícula nas escolas estaduais termina nesta quinta-feira

renovacao-de-matricula-2018-colegio-mestre-paulo-daniela-jesus-e-caroline-jesus-1_0

Os estudantes da rede estadual, que quiserem garantir a vaga nas escolas onde estudam, têm até esta quinta-feira (30) para fazer a renovação de matrícula para o ano letivo de 2018.  O processo pode ser realizado pela internet, através do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), ou diretamente na unidade escolar onde o aluno está matriculado, tem frequência regular e está concluindo o ano letivo de 2017.

Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, é necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.

Vaga garantida – O coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado, fala sobre a importância do processo de renovação da matrícula. “A renovação é que vai garantir a vaga do aluno na mesma escola e no mesmo turno em que cursou em 2017. O estudante que não renovar a sua matrícula, não terá a vaga garantida na mesma unidade escolar e no mesmo turno para o ano seguinte, porém, de posse da carta que ele já recebeu da escola, utilizando o código contido no documento, ele poderá fazer a matrícula no dia 16 de janeiro, que é a data destinada à transferência dos alunos da rede estadual. Portanto, a renovação é importante porque se trata do momento em que a escola vai identificar o interesse do estudante em permanecer naquela unidade em que está matriculado”, destacou.

A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontecerá em janeiro de 2018.

Secretário Pinheiro visita o Instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar na Alemanha

whatsapp-image-2017-09-06-121606
Como parte das ações da missão internacional do Governo do Estado, o secretário da Educação, Walter Pinheiro, visitou, nesta quarta-feira (06), o Instituto Fraunhofer para Sistemas de Energia Solar (ISE), na cidade de Freiburg, na Alemanha. Pinheiro foi recepcionado pelo diretor do ISE, Dr. Hans-Martin Henning, e conheceu as instalações do instituto, que realiza pesquisa de alta tecnologia na geração, distribuição e armazenamento de energia solar.
O objetivo é ampliar a parceria do instituto com a Bahia, com foco na oferta de cursos específicos na área e na implantação de novos centros da Educação Profissional e Tecnológica, voltados para as energias renováveis, e a colaboração para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).
O governador Rui Costa já esteve no Instituto Fraunhofer, no final de 2015, em uma agenda sugerida por Pinheiro, que na época participava, em Brasília, de votações em curso no Congresso Nacional. Na ocasião, Rui também conheceu a escola profissionalizante Hoppenlau, que funciona nos moldes do Senac e existe desde 1926, na cidade de Stuttgart.
Pinheiro destaca que a sua visita é um desdobramento dessa agenda do governador. “A partir de um convênio já firmado com o Senai/Cimatec, que já é parceiro do Fraunhofer, vamos promover na rede estadual cursos específicos para a área de Energias Renováveis e a implantação de duas escolas com práticas e cursos específicos nessa área, com estruturas e prédios totalmente ajustados ao tema”, destaca o secretário, ao completar que as unidades escolares deverão ser instaladas na Região Metropolitana de Salvador e no Território Sertão Produtivo, na Região de Caetité, “mas a ideia é ofertar cursos em várias unidades da rede estadual”.
A agenda de trabalho de Pinheiro na Alemanha acontece na sequência de sua participação na comitiva do governo da Bahia na China.
whatsapp-image-2017-09-06-120226             whatsapp-image-2017-09-06-120232
     whatsapp-image-2017-09-06-120236

Aluno que frequentou o Centro Estadual de Educação Especial de Caetité – CEEEC conclui curso superior

capa

Aos 43 anos de idade, Edvaldo de Jesus, com deficiência visual, concluiu o curso de Licenciatura em História pela UNOPAR – Polo de Macaúbas e aconselha “todo deficiente a frequentar o Centro Estadual de Educação Especial de Caetité – CEEEC para realizar seus objetivos”.

Edi, como é conhecido por todos, reside no Distrito de Lagoa Clara – Macaúbas e frequentou o CEEEC no período de 2009 a 2012, sendo atendido pela equipe de Professoras do Núcleo Visual, Cymone Cotrim, Lucélia Lôbo e Débora Azevedo.

Inicialmente, para chegar até o CEEEC ele viajava de ônibus, acompanhado por sua esposa, a Pedagoga Valdilene, e com o tempo, após receber Atendimento Especializado de A.V.A. – Atividade da Vida Autônoma e de O.M. – Orientação e Mobilidade melhorou sua autoestima e ganhou autonomia, o que para ele “foi uma das melhores conquistas da sua vida”.

Além disso, recebeu também Atendimento Especializado em Braille, Sorobam, Apoio Pedagógico e Informática Acessível, que, segundo ele foi o que o “ajudou a avançar nos seus estudos na escola regular e a alcançar seus objetivos, uma vez que as Professoras do CEEEC são bem preparadas”. Ele acrescentou que “com o material adaptado produzido pela Profª Beta conseguiu abstrair melhor os conteúdos da escola regular e com as aulas de informática ministradas pela Profª. Glaucinéia melhorou sua qualidade de vida em todos os sentidos, utilizando os conhecimentos tecnológicos desde atividades cotidianas até na realização dos trabalhos da faculdade”.

Edvaldo é o primeiro aluno do CEEEC a se graduar e de acordo com a Diretora Telma Jaíne “toda equipe do CEEEC está muito feliz com essa conquista”. Telma reafirmou ainda que “se garantirem a acessibilidade necessária, a pessoa com deficiência consegue ultrapassar todas as barreiras”.

A Profª de Braille, Cymone Cotrim manifestou sua imensa satisfação com a vitória alcançada por Edvaldo e disse que “desde o primeiro dia de Atendimento Edvaldo se mostrou determinado a fazer diferente, sempre quis se formar para ter um trabalho e não depender do benefício”. Cymone relatou ainda que “ele sempre foi muito dedicado e aprendeu muito rápido a simbologia Braille”.

1                                                            2

3                                                                  4

Feira de Ciências e Matemática envolve mais de 500 estudantes em Caculé

CAPA

Mais de 500 estudantes do Colégio Estadual Norberto Fernandes, localizado no município de Caculé, na região do Sudoeste baiano (a 782 km de Salvador), participaram, nesta quinta-feira (31/8), da 3ª edição da Feira de Ciência e Matemática. Com o tema Sustentabilidade e Tecnologia: Construindo ideias’, foram apresentados 40 projetos como parte da culminância dos trabalhos desenvolvidos dentro do Programa Ciência na Escola (PCE), desenvolvido pela Secretaria da Educação nas unidades escolares da rede estadual.

A estudante do 2º ano, Paloma Brito, 17 anos, explica o projeto apresentado na feira. “Desenvolvemos o projeto ‘Destino do Lixo Eletrônico em Caculé’, onde apresentamos uma proposta para criar um local que trabalhasse a recuperação e descarte deste material, já que durante pesquisa descobrimos que parte dos moradores mantinham os produtos em casa ou descartavam em lixos comuns, e a cidade não tinha locais adequados para receber esse produto. A ideia é reciclar ou enviar para cooperativas ou associações que encaminhem a um destino seguro”, disse.
A professora e articuladora do PCE na unidade, Edjane Costa, fala da importância do desenvolvimento da atividade na escola. “A proposta é fundamental porque incentiva o protagonismo estudantil e motiva a iniciação científica para os estudantes no Ensino Médio”, destaca. Edjane ainda cita alguns destaques da Feira. “Tivemos projetos como o Colete Hi-Tech, que auxilia os usuários de smartphone, o ventilador USB, o gerador eólico, o carregador de celular inteligente, entre outros”, ressalta.
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19