Professores já podem se cadastrar em curso gratuito sobre Educação Midiática

59295786_369853636964271_1466343783799980032_n
Professores e profissionais da Educação de todas as redes já podem se cadastrar gratuitamente na plataforma EAD do Instituto Palavra Aberta, que oferece o curso Educação Midiática. Além de gratuitas, as aulas são 100% on-line e tem o objetivo de ampliar a reflexão sobre o campo de atuação jornalístico-midiático, que faz parte do componente Língua Portuguesa da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A carga horária é de 30 horas.
Por meio do curso, os educadores participantes terão a oportunidade de refletir sobre a mediação de situações de ensino-aprendizagem na educação básica que envolvam o trato ético e crítico com a informação e a opinião nos tempos e espaços escolares. A participação no curso possibilita ainda a ampliação do letramento midiático por meio da análise, da produção, da circulação e da redistribuição de informação e de opinião.
Dividido em quatro módulos, o curso permite o aprofundamento sobre algumas das habilidades previstas pela BNCC. Além de conteúdo multimídia, o ambiente de aprendizagem disponibiliza fóruns interativos, questionários e enquetes que possibilitam a avaliação da aprendizagem.
Quem pode participar?
O público alvo são os professores de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental e Médio. No entanto, outros profissionais da educação, podem se inscrever: professores da educação básica de todas as disciplinas, coordenadores pedagógicos e gestores educacionais que têm o desafio de implementar a BNCC na sua escola e/ou rede.
Fonte: Consed

Estado prorroga inscrições para o pré-vestibular Universidade para Todos

59051834_321367718530716_8429080851219742720_n
A Secretaria da Educação do Estado da Bahia prorrogou, até o dia 7 de maio, as inscrições do Programa Universidade Para Todos (UPT). Estão sendo ofertadas 11.505 vagas e as inscrições são gratuitas. O projeto, criado em 2003, é desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB) e visa o fortalecimento da política de acesso à Educação Superior. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, oUPT, ao longo de dez anos, já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições.
O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados, em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes; matriculados, em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes e egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia.
No ato da inscrição, o candidato deverá fazer opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de seis a oito dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição. Além de poder fazer alterações sobre a inscrição pelo sistema, o candidato também poderá tirar dúvidas sobre o processo pelo telefone 0800 285 8000, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h ou pelo email: upt@educacao.ba.gov.br.
A seleção dos candidatos será feita a partir das notas de Português e Matemática informadas pelos candidatos no ato da inscrição. A lista dos contemplados será divulgada no dia 10 de maio no Portal da Educação. A matrícula deverá acontecer de 21 a 24 de maio, no turno e local para o qual o estudante optou para cursar, com a apresentação dos documentos expressos no edital, entre os quais os documentos pessoais e os históricos escolares do Fundamental II e do Ensino Médio. As aulas estão previstas para começar no dia 27 de maio e seguem até o mês de dezembro.
Além das aulas, os estudantes têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Os 11.505 selecionados receberão camisa e material de estudo. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.
Para a execução do projeto, serão selecionados pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários que atuarão como professores/monitores. Esta é mais uma política pública educacional voltada para a juventude, de modo a oportunizar aos universitários a vivência do exercício da docência. Durante a execução do programa, eles serão acompanhados e passarão por formação.
A estudante Vitória Santos, concluinte do Ensino Médio do Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, cursou o UPT, em 2018, e foi aprovada para o Bacharelado Interdisciplinar da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 2019. Ela falou sobre o papel do UPT para seu ingresso no Ensino Superior. “Esta foi uma experiência gratificante que me proporcionou chegar à universidade. É um momento de aprendizado didático e de vivência que aconselho a todos os estudantes da rede estadual buscarem essa chance. Garanto que é um projeto de qualidade, com ótimos professores. E o aluno da rede pública tem que acreditar que pode cursar uma universidade como eu e diversos outros alunos puderam contar com a ajuda do UPT”, destacou.

Previdência Estadual inicia recadastramento de aposentados da Educação

59793879_584351732085866_977252888319361024_n
Já está em curso o recadastramento dos servidores aposentados da Secretaria da Educação . Iniciada nesta quinta-feira (2), a ação convoca aproximadamente 60 mil inativos da pasta para atualizar seus dados funcionais e assegurar o recebimento de seus benefícios. Este ano, a convocação para o recadastramento da Educação será realizada por meio do Portal de Serviços – RH Bahia e pelo envio de mensagem por celular. O recadastramento de inativos do Estado ocorre anualmente, por meio da Superintendência de Previdência (Suprev), da Secretaria da Administração (Saeb). Não responder ao chamado incorre na suspensão de créditos, que serão retomados de forma retroativa tão logo o recadastramento seja efetivado.
Os aposentados que residem em Salvador e Região Metropolitana deverão estar atentos ao período em que devem se recadastrar. De acordo com a Suprev, no mês de maio deverão validar os dados funcionais servidores com nomes de A a I; em junho, será a vez de inativos com iniciais de J a M; por último, em julho, será a vez das pessoas com nomes de N a Z. O escalonamento tem como objetivo atender ao cidadão com mais conforto e comodidade. Vale ressaltar, entretanto, que os aposentados não poderão realizar o recadastramento fora do seu período correspondente.
Nas cidades do interior, o recadastramento dos aposentados não acontecerá por meio de escalonamento. Desta forma, este grupo poderá validar seus dados funcionais a qualquer tempo, de maio a julho. Em todos os casos, é preciso apresentar documento de identidade oficial com foto atual (em bom estado de conservação), CPF e comprovante de residência atual (contas de água, luz ou telefone). Também é necessário apresentar o número do PIS, para atualização da base de dados do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial).
O recadastramento pode ser feito em uma das 68 unidades do Centro de Atendimento Previdenciário (Ceprev), abrigadas em Postos e Pontos SAC da capital e interior, além do SAC Servidor, que atende no Multishop Boca do Rio, em Salvador. Ainda é possível realizar o atendimento por hora marcada em sete postos: Paralela, Salvador Shopping, Shopping da Bahia, Feira Centro II, Conquista II, Lauro de Freitas e SAC Servidor. O agendamento é feito no Portal SAC e pela plataforma do SAC Digital, disponível para aplicativo de celular e no endereço www.sacdigital.ba.gov.br.
Casos especiais 
Quem residir em local sem cobertura previdenciária poderá efetuar o recadastramento mediante envio dos documentos autenticados para: Suprev – Av. Tancredo Neves, n° 776, Bloco A, Bairro Caminho das Árvores, Salvador – Bahia, CEP: 41.820-904, colocando na parte externa do envelope a palavra “RECADASTRAMENTO”. Aqueles que realizarem o recadastramento via correspondência ainda deve encaminhar atestado de vida, disponível no Portal do Servidor.
Servidores com impossibilidade de locomoção ou doença grave podem realizar o recadastramento mediante procuração original, emitida até seis meses antes da data atual, ou através de formulário (original e com firma reconhecida) disponibilizado pela Suprev, que devem ser entregues juntamente com: documento de identidade do representante legal, atestado médico original (emitido até trinta dias da data atual do recadastramento), comprovando a impossibilidade do deslocamento. O modelo da procuração também está disponível no Portal do Servidor.
Casos de falecimento deverão ser imediatamente comunicados pelos familiares do ex-servidor, mediante a apresentação da respectiva certidão de óbito em quaisquer das unidades Ceprev ou por meio de envio pelos Correios à Suprev ou via fax: (71) 3103-7220. Por último, no caso de pensionistas do Estado, caso o beneficiário seja maior de 18 anos, deverá ser enviar, ainda, Declaração de Estado Civil e União Estável.

Secretarias da Educação e Cultura do Estado estabelecem ações para o fortalecimento do Projeto Escolas Culturais

Reunião com o secretário sobre Escolas Culturais -foto. Suâmi Dias (7)

 

 

 

 

 

As Secretarias Estaduais da Educação (SEC) e de Cultura (SECULT) realizaram, nesta quinta-feira (02), mais uma reunião voltada para o fortalecimento do Projeto Escolas Culturais. Com as presenças dos secretários da SEC, Jerônimo Rodrigues, e da SECULT, Arany Santana, o encontro definiu uma agenda de atividades nas unidades escolares que já executam o projeto e voltada, também, para a expansão da iniciativa na rede estadual de ensino.

O secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre a importância do diálogo e da escuta com os gestores escolares para o aperfeiçoamento do projeto. “Hoje definimos um calendário mais efetivo. No primeiro momento, iremos avaliar as Escolas Culturais que já foram implantadas, junto aos diretores e coordenadores de cultura, para ver se há alguma correção e o que podemos fazer para resolver. Ainda estabelecemos um planejamento para a implantação das novas unidades que terão o projeto e que serão de Tempo Integral. Acreditamos que essas unidades são um bom abalizador e fomentador de conteúdo e de estratégias de relacionamento com a comunidade”, afirmou.

A secretária Arany Santana falou sobre o alinhamento como elemento fundamental para o desenvolvido do projeto. “Teremos uma nova etapa com a escuta dos gestores escolares e coordenadores da cultura para que possam nos subsidiar e para que as escolas tenham no seu Plano Político Pedagógico (PPP) esse conceito das Escolas Culturais, não como sendo algo superficial e que acontece eventualmente, mas que vá fazer parte do dia a dia da educação. E ter esse diagnóstico é fundamental para esse momento em que o governador vai ampliar o número de escolas”, disse.

Sobre o projeto Escolas Culturais – Lançado em 2017, o projeto Escolas Culturais tem o objetivo de transformar as unidades escolares em centros culturais, na medida em que incrementa a arte e a cultura no currículo e alia a oferta de cursos de qualificação e formação profissional nas respectivas áreas. A iniciativa é resultado de parceria entre as Secretarias da Educação, de Cultura (Secult), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e a Casa Civil e já foi implantada em 85 unidades em toda Bahia.

Reunião com o secretário sobre Escolas Culturais -foto. Suâmi Dias (9)                

 

Secretaria da Educação do Estado realiza planejamento estratégico dos projetos estruturantes com foco na aprendizagem

Encontro dos Projetos Estruturantes - Ciência na Escola (22)

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia realizou, nesta quinta-feira (2), no auditório da instituição, um encontro de planejamento estratégico dos projetos estruturantes desenvolvidos nas escolas. Na oportunidade, foram compartilhadas as experiências dos projetos: e-nova Educação; Intersetoriais de Arte e Cultura; Educação Integral; Educação Física e Esporte Escolar; Ciência na Escola; Educação Ambiental e Saúde; Escolas Culturais e Centros Juvenis de Ciência e Cultura. Todas são iniciativas que dinamizam o ambiente escolar, promovem o protagonismo estudantil e impactam no processo de ensino e aprendizagem dos estudantes.

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, que participou da atividade, falou sobre a importância deste alinhamento. “Este encontro é importante para que todos conheçam o que cada um executa e, depois, vermos como podemos fortalecer ainda mais o que a gente vem fazendo no sentido de inovar ou aperfeiçoar, pois o nosso objetivo é que nossos projetos chegarem em cada escola da rede”, afirmou.

O coordenador executivo de Projetos Estratégicos da Secretaria, Marcius de Almeida Gomes, destacou que “a finalidade do encontro foi constituir um planejamento e compreensão da concepção e ressignificação dos espaços para o processo educacional e instituir linhas de ações transversais. Fizemos uma apresentação enquanto gestão para que a gente possa identificar os nossos princípios, envolvendo questões como intersetorialidade, regime de colaboração e a juventude como centro da atenção das ações da Secretaria”, salientou.

Para o coordenador de Educação Física e Esporte Escolar da Secretaria, que também é responsável por coordenar as ações do projeto Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP), José Fernandes Lima, o encontro foi produtivo. “Cada coordenação teve a oportunidade de expor suas linhas de atuação. Na nossa coordenação, por exemplo, já acabamos de finalizar a etapa escolar do JERP e já estamos na etapa municipal”, comentou.

Estado prorroga inscrições para o Mais Futuro que garante auxílio permanência aos estudantes das universidades estaduais

mais1

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia prorrogou até o dia 10 de maio o prazo das inscrições para o Mais Futuro, programa estadual de assistência estudantil. A iniciativa oferece auxílio financeiro para os estudantes das universidades Estaduais de Feira de Santana (UEFS), de Santa Cruz (UESC), do Sudoeste da Bahia (UESB) e da Universidade do Estado da Bahia, (UNEB), que estejam em condições de vulnerabilidade socioeconômica, inscritos no CadÚnico, além de oportunidades de estágio no setor público. As inscrições devem ser feitas pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

Lançado em 2017, o programa Mais Futuro já beneficiou 10.480 estudantes com auxilio permanência, que implicou, até o último mês de março, em um investimento superior a R$ 36 milhões. O valor da bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 quilômetros de onde mora, e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, pois para estes há a necessidade de moradia temporária na cidade onde estudam. Ainda existe a opção de uma bolsa complementar, que terá valor variável, de acordo com atos normativos de cada instituição estadual de Ensino Superior. A lista dos estudantes homologados será publicada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) e divulgada por cada uma das Universidades em seus portais eletrônicos.

Atualização cadastral – Os estudantes devem estar atentos para o registro atualizado no cadastro centralizado de programas sociais do Governo Federal (CadÚnico). Para fazer essa atualização é preciso ir até o setor responsável pelo CadÚnico ou pelo Bolsa Família na cidade em que mora. Caso não saiba onde fica o local de cadastramento, o interessado pode buscar essa orientação no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo de sua casa. Em muitas localidades, o próprio CRAS realiza o cadastramento das famílias. Candidatos ao programa Mais  Futuro também não devem possuir vínculo empregatício e não ter concluído qualquer outro curso de nível superior. O incentivo garante a permanência desses estudantes nas salas de aula e a conclusão dos cursos de graduação.

Políticas para a juventude – Além do Mais Futuro, o Estado também tem outros dois programas voltados aos estudantes. O Partiu Estágio garante estágio remunerado aos universitários e o Primeiro Emprego possibilita aos estudantes egressos dos cursos técnicos de nível médio da rede estadual de ensino a primeira experiência no mundo do trabalho.

Último dia de inscrições para o pré-vestibular Universidade para Todos

Visita dos dos beneficiados do Univesridade Para Todos - foto. Suâmi Dias (28)
Termina nesta quinta-feira (2/5) o período de inscrições para o Programa Universidade Para Todos (UPT). Estão sendo ofertadas 11.505 vagas e as inscrições, gratuitas, são feitas, exclusivamente pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br). O projeto, criado em 2003, é desenvolvido em parceria com as universidades estaduais (UNEB, UESC, UEFS e UESB) e visa o fortalecimento da política de acesso à Educação Superior. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, o UPT ao longo de dez anos já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições.
O cursinho pré-vestibular é voltado a estudantes matriculados, em 2019, no 3º ano do Ensino Médio Regular estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes; matriculados, em 2019, no 4º ano da Educação Profissional integrada ao Ensino Médio da rede estadual ou municipal ou suas modalidades correspondentes e egressos do Ensino Médio estadual ou municipal do Estado da Bahia.
No ato da inscrição, o candidato deverá fazer opção para um único município, local de funcionamento e turno que deseja cursar, bem como preencher integralmente o formulário de inscrição. O candidato informará, obrigatoriamente, o número do seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) e criará uma senha de seis a oito dígitos, o que dará origem a um nome de usuário para acesso ao endereço de inscrição. Além de poder fazer alterações sobre a inscrição pelo sistema, o candidato também poderá tirar dúvidas sobre o processo pelo telefone 0800 285 8000, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h ou pelo email: upt@educacao.ba.gov.br.
A seleção dos candidatos será feita a partir das notas de Português e Matemática informadas pelos candidatos no ato da inscrição. A lista dos contemplados será divulgada no dia 10 de maio no Portal da Educação. A matrícula deverá acontecer de 21 a 24 de maio, no turno e local para o qual o estudante optou para cursar, com a apresentação dos documentos expressos no edital, entre os quais os documentos pessoais e os históricos escolares do Fundamental II e do Ensino Médio. As aulas estão previstas para começar no dia 27 de maio e seguem até o mês de dezembro.
Além das aulas, os estudantes têm acesso aos projetos complementares, como seminários, oficinas, simulados, revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e orientação vocacional. Os 11.505 selecionados receberão camisa e material de estudo. Para os cursistas da UNEB e UESB, que obtiverem frequência superior a 75% nas aulas, está garantida a isenção da taxa de inscrição no vestibular.
Para a execução do projeto, serão selecionados pelas universidades parcerias, 1.034 estudantes universitários que atuarão como professores/monitores. Esta é mais uma política pública educacional voltada para a juventude, de modo a oportunizar aos universitários a vivência do exercício da docência. Durante a execução do programa, eles serão acompanhados e passarão por formação.

 

Estado realiza nova convocação de professores e coordenadores pedagógicos

219546731609c824fcbbdo (1)
O Governo do Estado publica, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (26), a convocação de 333 novos servidores aprovados no concurso público para a rede estadual de ensino. Esta é a segunda convocação do certame, que irá contemplar 314 professores e 19 coordenadores pedagógicos. A relação dos candidatos também está disponível no Portal do Servidor.
Os convocados devem entregar a documentação exigida nos locais e período indicados no edital de convocação. As convocações desta sexta-feira (26) são realizadas dentro do quantitativo de candidatos aprovados correspondente ao número de vagas ofertadas em edital. Desta forma, este grupo é composto por candidatos que não compareceram em convocações anteriores ou não entregaram toda a documentação necessária à sua nomeação.
A distribuição dos candidatos ficará a cargo da Secretaria da Educação (SEC). Os 333 novos professores e coordenadores pedagógicos serão alocados nos municípios de 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), de acordo com a ordem de classificação.
Lançado em novembro de 2017, o concurso ofertou 3.760 vagas, sendo 3.096 para professores e 664 para coordenadores pedagógicos. O concurso recebeu 103,5 mil inscritos, com mais de 41 mil habilitados.

Inscrições do Projeto Inclusão em Pauta são prorrogadas

img-crr-portal-170419a

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT), prorrogou, até o dia 1º de maio, as inscrições para a segunda edição do projeto Inclusão em Pauta, que tem como foco, a formação continuada de professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual de ensino da Bahia. As inscrições podem ser feitas através do Portal da Educação acessando aqui. A relação de inscritos será divulgada no dia (06/05), e a abertura da atividade ocorrerá no dia (08/05), no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador.

O Projeto

O Projeto ‘Inclusão em Pauta’ tem a finalidade de proporcionar subsídios pedagógicos na Formação Continuada dos Professores, fortalecendo seu trabalho na necessidade de transformar os espaços formativos da sala de aula em ambientes capazes de ir além da inserção dos alunos com deficiências e transtornos, acolhendo-os como cidadãos com seus direitos à educação.

Importante destacar também a contribuição para a democratização do ensino público de qualidade dos profissionais de educação no que se refere à Educação Inclusiva, intervindo, didaticamente, de forma consciente, no desenvolvimento global dos alunos.

Os interessados em participar devem ficar atentos às 250 vagas presenciais que estão disponíveis. As inscrições podem ser realizadas no período de 28 de março a 01 de maio de 2019, acessando o site do portal da Secretaria de Educação/Educadores: http://educadores.educacao.ba.gov.br

Para Marigracia Queiroz Coordenadora da Formação do Inclusão em Pauta, “Capacitar e incluir os alunos com deficiência de transtorno, passa por qualificar os professores que em sua maioria não tiveram a formação na universidade, a LBI – Lei Brasileira da Inclusão, veio para garantir que o direito das pessoas com deficiência seja respeitado, garantindo acesso à educação, transporte, justiça, saúde, informação, que é um dos grandes trunfos da Lei. Enxergando cada vez mais a educação como inclusiva e cada vez menos como especial. Não adianta conhecer a legislação e não saber como colocar em prática. É nesse ponto que o Projeto Inclusão em Pauta toca, seguindo as diretrizes da LBI e da Meta 4 da PNE, promovendo parceria com instituições privadas, filantrópicas e ou conveniadas com o poder público, oferecendo aos professores e coordenadores um entendimento na construção de um sistema educacional inclusivo.” Afirmou.

Fonte: Ascom IAT

Inscrições para o Universidade para Todos começam nesta terça (23)

57209129_2161279080588210_8581445245542072320_n
As inscrições para o Programa Universidade Para Todos (UPT) começam nesta terça-feira (23/4). São ofertadas 11.505 vagas e as inscrições, gratuitas, serão feitas até o dia 2 de maio. Marcado pela abrangência nos 27 Territórios de Identidade, o UPT ao longo de dez anos já possibilitou a cerca de 20 mil estudantes o ingresso no Ensino Superior em diversas instituições.